SOPRECAM

A SOPRECAM – Sociedade Pró Preservação Urbanística e Ecológica de Camboinhas foi fundada em 14 de maio de 1988, como resultado da vontade dos moradores do bairro, que na época era composto por uma pequena comunidade. Na Assembléia de criação da SOPRECAM compareceram 23 moradores, considerados sócios fundadores da instituição, conforme definido no Estatuto Social.

A SOPRECAM cresceu junto com o bairro, em decorrência, principalmente, do importante apoio recebido dos MORADORES CONTRIBUINTES, que acreditaram no projeto de transformar Camboinhas num bairro com capacidade para atingir altos índices de qualidade de vida. Para isso, estipulou-se como metas prioritárias para o bairro, o desenvolvimento dos seguintes aspectos: a prestação de serviços comunitários, o fortalecimento da logística de segurança estratégica, o cuidado com a limpeza e o embelezamento urbanístico e a preservação ambiental.
No início da sua história, a SOPRECAM assumiu corajosamente a gestão dos sistemas de águas e esgotos, numa época em que a região oceânica era totalmente desprovida de saneamento básico, mostrando, já naquela oportunidade, a sua vocação de oferecer aos seus moradores um bairro modelo. Recebeu em doação da empresa responsável pelo surgimento e planejamento do bairro, as estações de tratamento e as respectivas áreas onde estavam situadas, bem como o reservatório elevado e os terrenos adjacentes. Instalou novos sistemas de tratamento de água, recuperou os poços assoreados e perfurou mais dois. Manteve os sistemas em total funcionamento até a sua transferência para Águas de Niterói.

A transferência dos sistemas para a concessionária Águas de Niterói se constituiu numa grande vitória para o bairro. Na negociação do contrato, a SOPRECAM obteve um desconto no fornecimento da água que é repassado somente aos MORADORES CONTRIBUINTES adimplentes, com duração por todo período da concessão. Além disso, vendeu uma área aonde a Águas de Niterói construiu a atual ETE. O valor recebido possibilitou o investimento em algumas benfeitorias para a nossa comunidade, tais como: a construção da Sede Social, a expansão e melhoria da nossa segurança com a instalação de câmeras em pontos estratégicos do bairro e a urbanização de logradouros públicos do bairro ( Ex: Av. II).
Dentro da sua principal vocação que é sempre buscar atender as expectativas dos moradores do bairro, a SOPRECAM tem priorizado boa parte dos seus investimentos em logística de segurança estratégica, extensiva a todo o bairro. Atualmente, a SOPRECAM conta com um moderno sistema, composto pelo SMAC – Sistema de Monitoramento e Alarme de Camboinhas, permitindo que as casas do bairro possam estar ligadas a uma central de controle e monitoramento 24h com atendimento às chamadas de urgências, assim como, o sistema permite, através das câmeras espalhadas em pontos estratégicos do bairro, acompanhar e monitorar durante 24h, a movimentação de pessoas e de veículos nas vias públicas do nosso bairro. É importante destacar, que toda essa operação conta com o apoio de pessoal especializado e viaturas, para o pronto atendimento aos chamados e as ocorrências provenientes do SMAC.

De uma pequena Associação, que sequer contava com um local para reuniões, hoje a SOPRECAM conta com o apoio de muitos MORADORES CONTRIBUINTES, que ajudam a consolidar uma instituição associativa modelar e que ao longo dos seus quase 30 anos, registrou importantes conquistas, realizações benfeitorias em prol da nossa comunidade, quais sejam:

  • A construção da sede administrativa;
  • A recuperação das ruas de pedestres;
  • A iluminação de ruas em parceria com os moradores;
  • A iluminação das ruas de pedestres e do calçadão;
  • A recuperação do calçadão;
  • O prolongamento do calçadão em parceria com a Construtora e a Prefeitura;
  • A urbanização do bosque Burle Marx e da Praça Petersen;
  • O asfaltamento de vários logradouros, incluindo a Av. II em parceria com a Prefeitura;
  • A construção da sede social;
  • A construção da praça poli esportiva, com campos de futebol, vôlei e quadra de tênis;
  • A recuperação da restinga;
  • Urbanização do acesso ao bairro e a construção, em parceria com a Prefeitura, da rótula na entrada.